Dicas Sobre Madeiramento de Telhado

January 11, 2019

Neste artigo você vai aprender como fazer o madeiramento do telhado e cada peça que o compõe. Você entenderá como funciona a mecânica, como explicações básicas sobre toda a estrutura do telhado.

 

 

 

Como Fazer O Madeiramento Do Telhado?

 

     Uma das etapas essenciais para a cobertura de uma casa é fazendo o madeiramento do telhado. A primeira etapa é calcular a quantidade de madeiras necessárias. Esse processo começa com o projeto arquitetônico e estrutural.

    O madeiramento do telhado proporciona um acabamento estético minucioso e diversificado, ressaltando que em caso de obras menores o custo é mais baixo do que usando as estruturas metálicas.

 

    Inicialmente, a montagem de toda a estrutura de madeira para o telhado compreende em duas fases principais: a montagem da trama – um conjunto de terças, ripas e caibros, nas quais serão colocadas as telhas; e a fixação das tesouras – a sustentação principal de todo o telhado.

    Fazer o madeiramento do telhado tem se tornado cada vez mais fácil, visto que a produção industrial das peças para a instalação do madeiramento deixou tudo mais ágil.

 

   Principais Características do Madeiramento do Telhado

     Para elaborar o projeto do madeiramento do telhado você precisa levar em conta alguns detalhes como o tipo de telha, a qualidade e o tamanho da telha, os apoios e os vãos. Em suma, o telhado se divide em 3 partes: telhas, trama e a estrutura.

 

     Acima de tudo, é fundamental que a estrutura do telhado fique extremamente bem-feita, ou seja, com o esquadro perfeito. De modo que, não aconteça a deformação da madeira e venha a prejudicar a segurança da estrutura

    Toda estrutura que utiliza madeiras, tem algumas que são mais recomendáveis. Essas madeiras de lei são: Cambara, Garapeira, Itauba, Cedrinho, Ipê, garapa, Tauari e etc. A seguir entenda as peças de cada fase da montagem da estrutura do telhado.

Madeiramento do Telhado – Tesouras

     O principal elemento estrutural do madeiramento do telhado é a tesoura, que tem esse nome por conta de ser formada por viga em treliça plana vertical. Além disso, é formada de barras de madeira que compõe uma rede triangular, tornando a estrutura fixa.

    A estrutura do telhado é definida pela necessidade do projeto arquitetônico e das dimensões da estrutura referida, lembrando que isso independe do material utilizado. Os sistemas de vigas treliçadas são estruturas isostáticas com barras ligadas em suas extremidades em articulações chamadas de nós.

 

Os elementos que compõe a tesoura são:

  • Diagonal: peça incumbida de receber as terças, chamada de diagonal porque fica em posição diagonal na Tesoura.

  • Pendural: Essa tem a função de receber as peças diagonais e fica em posição vertical.

  • Calço ou chapuz – como é chamado em alguns lugares: peça encarregada por travar as Terças nas Diagonais.

  • Linha: peça que compõe o interior da Tesoura. Esta é responsável por racionar as cargas da tesoura para a viga ou peça em que esteja apoiada.

Para que você entenda as tesouras na prática, veja os padrões de montagem para tesouras simples:

  • Os vãos em até 3 metros não precisam de escoras, enquanto os vãos acima de 8 metros precisam de tirantes;

  • A relação entre a altura da cumeeira e o vão da tesoura é chamado de ponto;

  • Existe uma distância máxima permitida na intersecção nos eixos da perna e da linha, que é chamada de face de apoio da tesoura e deve ter 5 metros;

  • O espaçamento principal das tesouras fica na ordem de 3 metros;

  • A inclinação é o ângulo que fica entre a perna e a linha.

Tipos de Tesouras

 

 

    Esses são os tipos mais usados de tesoura no madeiramento do telhado

Madeiramento do Telhado: Fase da Montagem da Trama – Terças, Ripas e Caibros

    Na composição do madeiramento do telhado há uma estrutura nas quais são montadas e presas nas telhas. Uma estrutura chamada de trama que é composta por um conjunto de peças chamadas de Terças, Caibros e Ripas. Ressaltando que cada uma possui uma função específica e fundamental.

 

Madeiramento do Telhado – Terças

    As tesouras consecutivas (pontaletes) e as bitolas dependem do tipo de madeira, das telhas que será usada e de um espaço, chamados de vãos que ficam livre entre as tesouras. Em resumo, as terças são vigas de madeira que ficam apoiadas nas pernas da tesoura ou sobre as paredes. Desde que sustentem os caibros e que sejam paralelas ao frechal e à cumeeira.

 

 

 

     As terças são peças horizontais que são colocadas perpendicularmente às tesouras. Contudo recebem o nome de cumeeiras quando são encontradas na parte superior do telhado, chamadas de cume e contra frechal na parte mais baixa.

    Para efeito de um entendimento melhor, as Terças funcionam como elo para as tesouras do telhado e, ainda recebe os caibros e encaminham para as tesouras.

Madeiramento do Telhado – Caibros

     Os caibros ficam em posição transversal em todo o telhado, ou seja, são postos perpendicularmente as terças e paralelas as tesouras. Estas peças são capazes de receber as ripas e passa-las para as terças.

 

    Vale informar que os caibros são inclinados e, seu declive indica qual será o caimento do telhado. Lembrando que a bitola também varia, de acordo com o vão das terças, o tipo de telha e da madeira usada.

 

 

 

 

Madeiramento do Telhado – Ripas

    As ripas ficam posicionas por extenso nos telhados considerando as terças. As ripas são peças responsáveis por sustentar o peso das telhas onde, portanto, são apoiadas pelas telhas e transferem o seu peso para os caibros.

 

    De modo que, estas ripas nada mais são do que a parte final da trama e são fixadas nos caibros. Para isto, depende do espaçamento dos caibros. Contudo, o espaçamento das ripas depende das telhas.  As ripas são encontradas com seções de 1 X 5 CM ou 1,2 X 5 CM.

 

    Vale dizer que para colocar as ripas será preciso de telhas, para assim medir com sua guia. Em suma, são colocadas do beiral para a cumeeira, a começar por duas ripas ou com testeira. Sendo assim, para assegurar o espaçamento constante você vai precisa de uma guia.

    Portanto, quando o espaçamento for de 0,5 em 0,5 metros devemos usar as ripas 1 X 5 metros. Nos casos em que o vão for maior, os sarrafos usados serão de 2,5 X 5 metros.

 Madeiramento do Telhado: Rincão, Espigão, Cumeeira e Beiral

Entenda outras partes do telhado:

  • Rincão: são quando duas águas do telhado se encontram na parte mais baixa. Mas, para isso, devem estar sempre a 90° uma da outra;

  • Espigão: uma peça diagonal que une a cumeeira a testeira;

  • Cumeeira: Parte mais alta do telhado (cume), sendo que é o divisor de águas do telhado. Ressaltando que a telha acima da cumeeira é chamada de Selote;

  • Beiral: Parte do telhado que fica além das paredes da construção – casa, edícula, prédio, área de churrasco etc.;

  • Testeira: é o acabamento do telhado em madeira, normalmente é uma peça com 15 centímetros de largura.

 

 

    O madeiramento do telhado é feito de forma bem elaborada e minuciosa. Certamente, você não terá problemas em fazê-lo com essa explicação. Mas não deixe de contratar um profissional, essa estrutura pode ser bastante complicada para quem não as entende.

    Além disso, este artigo serve como base e uma explicação eficaz sobre as peças e suas funções na montagem. Não deixe essa opção de lado. 

Obrigada por ter lido e até a próxima.

Please reload

Posts Em Destaque

Como dimensionar e calcular estruturas de madeira.

September 21, 2016

1/1
Please reload

Posts Recentes