Madeira Tratada

 

O tratamento da madeira é realizado para prevenir sua deterioração, ampliando assim seu tempo de vida útil. Trata-se de um processo químico através do qual ocorre a fixação de elementos preservativos na madeira, tornando-a mais resistente à ação de fungos e insetos (brocas e cupins), principalmente se a madeira ficar em contato direto com a água ou com o solo. As madeiras tratadas são o eucalipto e o pinus.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O tratamento da parte interna da madeira consiste na troca da seiva (madeira verde) por solução que contém elementos preservantes. Após a secagem, os elementos conservantes ficarão retidos dentro da madeira. O tratamento pode ser realizado de maneira manual ou industrial (com a utilização de equipamentos específicos).

 

O tratamento industrial é realizado a vácuo ou sob pressão em autoclave (uma espécie de panela de pressão gigante) utilizando produtos preservativos regulamentados pelos órgãos competentes. Esses processos industriais são mais seguros para o meio ambiente, gerando uma contínua queda na utilização do sistema manual.

 

A autoclave é um cilindro que suporta pressão, onde a madeira é introduzida e em seguida os produtos químicos preservantes são injetados. O preservante ideal é aquele que consegue permanecer na madeira, é tóxico aos fungos e insetos, mas que não é prejudicial aos homens e animais. A autoclavagem é um moderno processo industrial de tratamento de madeira, que incorpora tecnologia desenvolvida nos campos da mecânica e da química.

 

Somente através de autoclavagem é possível impregnar profundamente a madeira com produtos inseticidas e fungicidas de ação comprovada, protegendo-a contra o apodrecimento, o cupim, e outros agentes biológicos de deterioração.

 

Antes de ser submetida ao tratamento por autoclavagem, a madeira passa por um período de secagem natural de aproximadamente 3 meses, até apresentar um grau de umidade compatível.

 

Perguntas frequentes:

 

1- O que é madeira tratada? Madeira tratada é aquela modificada através de um tratamento industrial, realizado a vácuo ou sob pressão em autoclave utilizando produtos preservativos regulamentados pelos órgãos competentes a fim de prolongar sua vida útil. A partir deste processo, a madeira oferece alta durabilidade, economia, segurança, versatilidade, fácil manutenção e garantia de qualidade. O essencial é ressaltar que ao prolongar a vida útil da madeira por meio de técnicas de tratamento, significa reduzir a necessidade de cortar novas árvores.

 

2 - Qual a diferença para as outras madeiras, inclusive no preço?

Madeiras Tratadas são em sua maioria, provenientes de reflorestamentos, estes por sua fez são plantados em áreas de cultivo e em muitos casos com manejo florestal, trazendo benefícios para fauna e flora, pois possibilita que estas fiquem intactas. Um reflorestamento tem tempo de corte muito inferior a uma mata, madeira de lei, trazendo exorbitantes diferenças de preços e como já citados benefícios naturais. O preço da madeira tratada reflorestada fica no mínimo cerca de 40% mais barato que a madeira de lei.

3- Qual a utilização mais frequente? Serve para quê?

A madeira tratada serve para todas as situações onde se deseja uma maior durabilidade e resistência às intempéries. Decks, móveis, madeiramento de telhados, construção civil em geral, postes e mourões, etc.

Madeira Tratada
Madeira Tratada

Mourões em Madeira Tratada entrando na autoclave

Madeira Tratada
Madeira Tratada

Tábuas de Madeira Tratada entrando na autoclave

Madeira Tratada
Madeira Tratada

Deck em Madeira Tratada

Madeira Tratada
Madeira Tratada

Mourões em Madeira Tratada entrando na autoclave

1/17
MAdeira Tratada

 

4- Quais são os tipos, tem categoria?

Classificamos pelos tipos de madeira: Vigas, estruturas, esquadrias, postes, dormentes, mourões, móveis de jardim e tábuas.

 

Ciclos do Processo de Tratamento.

1ª Etapa – Introduz a madeira, depois de seca, no cilindro de alta pressão (autoclave) e fechar a porta. A pressão interna é igual ao da externa.

2ª Etapa – Inicia-se o vácuo inicial, com a finalidade de extrair o ar da autoclave e das cavidades (celulares) da madeira, a 650 mmHg.

3ª Etapa – Mantendo o vácuo, se inicia o enchimento da autoclave com a solução preservante, com a ajuda do próprio vácuo existente dentro da autoclave.

4ª Etapa - Quando a autoclave está totalmente cheia com a madeira e solução preservante, finaliza o vácuo inicial, dá-se à pressão até a saturação de 18Kgf/cm².

5ª Etapa – Finalizando a fase de pressão, a solução excedente é transferida para o tanque reservatório, evaziando-se totalmente a autoclave.

6ª Etapa – Inicia-se o vácuo final para a retirada do excesso de solução preservativa da superfície da madeira. A duração do ciclo de tratamento é de aproximadamente 4 horas.